REVISTA MULEMBA - POEMAS

Apuramos o Canto

(Conceição Lima) "À memória de Ivete Monteiro"

Caem as pétalas,
Do poilão caem
Uma a uma
Sobre a pele da tarde.
Chegamos sozinhas de toda a parte
Entranhando nas unhas
As cordas do tempo.
Enquanto o frio murcha
Apuramos o canto.