Mulemba - n.2 - UFRJ - Rio de Janeiro / Brasil / junho / 2010

Biografias e Autobiografias:

FÁtima Langa

Fátima José Correia Langa nasceu a 24 de junho de 1953, em Bahanine, uma pequena povoação do interior da província de Gaza, em Moçambique. É oriunda de uma família alargada.

Até aos seis anos, falava apenas o chope, sua língua materna, e, só mais tarde, aprendeu o português, em Manjacaze, onde fez os estudos primários. .

Cursou, sucessivamente, o ciclo preparatório e o curso comercial no Xai-Xai. Algum tempo depois, concluiu o ensino médio, em Maputo. .

Desde a infância, sempre cultivou o hábito de contar estórias à volta da fogueira, na sua língua materna. .

Sem nunca pensar em publicar, quando aprendeu a língua portuguesa falada e escrita, começou a escrever contos. .

Encorajada pela escritora Lília Momplé, abraçou, então, o mundo literário. .

Em 1986, a UNESCO promoveu um concurso literário (três contos de três mulheres) e Fátima Langa ganhou o segundo lugar, com o texto intitulado “A Morte da Bela Acácia”. .

Em 2004, publicou o livro Uma Jibóia no Congelador, uma coletânea de contos. Em 2006, lançou Vhembeleti e outros contos. .

Passou, desde então, a enviar contos e poemas para as páginas culturais de alguns jornais e revistas. .

Tem comparecido a eventos nacionais e internacionais ligados à literatura; em 2008, participou de um simpósio cultural, promovido pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa em Cabo Verde, em Mindelo. Em 2009, esteve no Brasil, convidada pelo Forum Cultural, em Salvador, na Bahia. .

Paticipou também de várias conferências humanitárias nas cidades do Cabo e Johannesburg , na Àfrica do Sul, e Solowêzi, na Zâmbia. .

É membro fundador da MUCHEFA, a Associação da Mulher Chefe da Família, sediada em Manjacaze, que ajuda mulheres e crianças desfavorecidas, com maior incidência em vítimas de HIV SIDA. .

É Presidente da “DINÂMICA”, a Associação da Mulher Dinâmica, que prioriza o apoio a mulheres e crianças desfavorecidas. Atua, ainda, em outras ações de beneficiência e caridade. .

Neste momento, ao lado da romancista Paulina Chiziane, coordena um projeto de incentivo à Literatura Moçambicana, que irá promover concursos literários, visando a despertar o gosto pela escrita. .

Proximamente, irá lançar O Moleque do Senhor Padre, coletânea de contos escritos em português e em chope, sua língua materna, bem como publicará um livro de poemas. .

Maputo, 28 de agosto 2006.
Fátima Langa